vivilendo

Editora e Distribuidora

ESTALOS…

Leave a comment

 

…de pequenos objetos chamaram sua atenção. Ana não conseguia dormir, as imagens apavorantes do pai morto, de sua mãe com o amante, de Alex e Manchado tentando encontrá-la, de Eliana sendo dopada e enganada por eles, tudo isso lhe vinha à mente, sem que ela conseguisse organizar os pensamentos ou mesmo dispensá-los como fazia com as preocupações que tinha antes desses acontecimentos. A troca de escola, aguentar um pouquinho os papos chatos dos amigos, o fato de ela ser considerada um pouco estranha, a falta de seus amigos, as traições do pai, a maluquice da avó, seu desejo não atendido de estudar na escola náutica, a incompreensão da mãe sobre sua personalidade, tudo isso parecia ridículo diante do que ela estava vivenciando.

Queria seus problemas de volta, sua vida igualzinha, era tão fácil lidar com aquilo. Por que não mostravam um filme, pensava ela, de como poderia ser pior, só para que fosse mais simples estar feliz com a vida como ela era? Algumas lágrimas rolaram, mas ela tentou contê-las. Precisava ser forte e pensar numa solução. Não poderia ficar fugindo com essa doida. Nesse instante, ela começou a escutar os pequenos estalos, pareciam objetos tilintando, caindo um sobre outro, então tentou enxergar, sem que fosse vista. Ana tinha uma lanterna pequena e estava sentada num canto com uma espécie de caixa de madeira, a qual continha algumas bolinhas luminosas, ela pegava cada uma e a colocava numa caixa, passando de um lugar para outro. Seu rosto tinha uma expressão indecifrável, um brilho que a menina não sabia se vinha da lanterna ou de seus olhos. Aquilo chamou tanto sua atenção, que, sem sentir, ela levantou a cabeça para olhar.

Como num passe de mágica, Ana a viu e partiu para cima dela, incontrolável, tomada de um acesso de loucura. Já levantava a taquara decidida a espancar a menina.

— Você está me espionando? Não tem medo do perigo? Quer meu tesouro? — disse ela, pegando a menina pelos braços, sacudindo-a braços e ameaçando-a com a vara…”

FRAGAMENTO DO LIVRO : DE PIRATAS E PÉROLAS , de Viviane De Gil.cenário 2

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s